Ações

AÇÕES REALIZADAS

Conheça algumas de nossas ações

Inovação Social. Gestão Pública, Educação e Empreendedorismo são temáticas de projetos desenvolvidos junto aos Agentes Transformadores em São Paulo e Pardinho.
instituto jatoba

Educador

Educação de Futuro

Agente Comunitário

atuacao perifasul

ATUAÇÃO PERIFASUL

instituto jatoba

INOVA ZL

instituto jatoba

PROJETO SOLUÇÃO

edital divergente jatobas

EDITAL DIVERGENTE POSITIVO

Empreendedor

realiza cuesta

Realiza Cuesta

acoes jatobas educacao

Negócios Educacionais Inovadores

Agente público

Apoio à Gestão Pública

Nos últimos três anos criamos, por meio do Programa de Metas de Gestão e do Plano Diretor Municipal, os alicerces junto à Gestão Pública de Pardinho para, a partir de agora, trabalharmos os Agentes Públicos.

instituto jatoba
Jornada para o desenvolvimento do potencial humano e das habilidades do educador da Educação Básica, realizada durante o programa de apoio à Gestão Pública Municipal de Pardinho. Durante o processo, além da formação técnica continuada, foi levantada a necessidade de se trabalhar o fortalecimento da identidade dos educadores.

Para isso, o projeto promoveu capacitações com foco no desenvolvimento do potencial humano trazendo, além da maneira como o educador pensa e se comporta, o senso de identidade que resulta em um ser mais adaptável, consciente e colaborativo.

“O que me marcou foi ver como os profissionais da primeira infância tomaram consciência do seu valor e como as crianças estão felizes por serem protagonistas do seu desenvolvimento. E a energia disso tudo é muito boa, vemos os resultados dia após dia na alegria e comprometimento de toda equipe e na satisfação de alunos e familiares.”

Viviane dos Reis, Diretora Geral de Educação

Lançado no final de 2019 em parceria com a Fundação ABH, Fundação Alphaville e Macambira Social, o edital selecionou 26 propostas da zona sul de São Paulo, que estão passando por uma jornada de autoconhecimento, inovação e fortalecimento institucional.

Para mais informações, acesse: https://atuacaoperifasul.institutojatobas.org.br/

logo laranja
logotipo fabh positivo
fund alphaville logo horizontal cor transp x

Um lugar de conexão e criatividade, uma vivência de aprendizado e cocriação. Essa foi a proposta do projeto, que, em parceria com a Fundação Tide Setubal, selecionou, via edital, oito grupos de territórios periféricos de toda São Paulo para participar de uma jornada de formações em inovação social e apoio financeiro para impulsionar os projetos.

Ao todo foram oito meses de apoio metodológico com base no Design Thinking e mentoria. Os grupos passaram por diversas etapas, incluindo sensibilização para relações interpessoais empáticas, planejamento, ideação, prototipagem e teste, sob orientação do Instituto Jatobás. Os grupos tiveram, também, oportunidade de estabelecer conexões, criando possibilidades de ações conjuntas, fortalecendo, assim, o trabalho dos agentes comunitários em seus territórios.
Nesse projeto foram impactadas 45 pessoas diretamente e 34.620 pessoas indiretamente.

Para mais informações acesse: http://inovazl.com.br/

“Estou feliz e surpreso. Pessoas que nunca teriam cruzado o meu caminho hoje estão aqui, na mesma rede que eu. Encontros e jornadas como essas renovam a esperança e demonstram que a transformação vem do trabalho em conjunto.”

 Pedro Correia, arquiteto do coletivo ArqCoop+, apoiado pelo InovaZL. 

logohorizontalcolorido

Reuniu jovens do Colégio Bandeirantes, de São Paulo, e de outras instituições escolares para colocar em prática, JUNTOS, ideias para resolver problemas de uma determinada comunidade. Em 2019, graças a uma parceria com o Instituto Jatobás, e com a organização Reflexões da Liberdade, o projeto Solução chegou à EMEF Eduardo Vaz Doutor, localizada em Embu das Artes.

Os jovens passaram por encontros, onde, orientados pelo Instituto Jatobás, puderam experimentar a metodologia do design centrado no ser humano (Design Thinking): definição do desafio (entendimento do problema), pesquisa de empatia, com entrevistas com pessoas do entorno da EMEF (público-alvo), ideação para gerar soluções e muita troca de experiências entre os jovens.

logo reflexoes

“Fazer as entrevistas foi um processo muito legal. Conhecemos histórias de diferentes pessoas do bairro. Pessoas que a gente nunca tinha visto ou falado, mas que são do nosso território. Só assim, entendemos os interesses dessas pessoas, que são nosso público-alvo, além de entender outras realidades e necessidades”.

Letícia Rafaela, aluna da EE Eduardo Vaz Doutor.

Edital lançado em 2017 para apoiar e incentivar grupos de pessoas que se sentiam impotentes diante da realidade e queriam resolver problemas sociais complexos, por meio da inovação social. Ao todo foram apoiados 23 coletivos, que passaram por jornadas de capacitação, com base na metodologia do Design Thinking.

Ao final, foi realizada a “Feira de Projetos”, um espaço para trocas, apresentação dos resultados dos processos dos grupos, celebração e muita conexão. Estavam presentes 60 pessoas, dentre coletivos, organizações, financiadores, pessoas que trabalham e vivem com foco no impacto social.

“Aprendemos a empatizar para qualquer decisão do Ateliê. Por exemplo, fazemos uma roda de justiça restaurativa comunitária, mas os temas sempre foram propostos a partir do que nós acreditávamos que seria relevante na vida das mulheres. E a partir do processo do Instituto Jatobás, começamos a empatizar até na hora de definir o tema. E esse foi um dos maiores aprendizados: a importância de se consultar”.

Suzane Costa, do Atêlie Cendira.

Jornada de conexão, aprendizado, cocriação e mão na massa, que selecionou, via edital, onze empreendimentos, dentre 70 inscritos, das cidades de Avaré, Botucatu, Bofete, Pardinho e São Manuel, região da Cuesta Paulista. Ao todo foram cerca de 4 meses de formações, onde foram trabalhadas desde o desenvolvimento do potencial humano e as relações do indivíduo com o outro, até a prosperidade econômica do negócio, por meio de atividades práticas.

Os empreendimentos selecionados passaram por diversas etapas, como mapeamento de perfis, planejamento, pesquisa de empatia, ideação, prototipagem, teste, produção e revisão de plano e modelo de negócios. Ao final do processo, foi realizado um evento de formatura, onde 4 empreendedores foram premiados com R$5.000,00.

“A gente entende bastante da parte operacional e técnica da compostagem, mas, em algum momento da nossa história, percebemos que não entendemos nada de negócios. O Realiza é a nossa primeira grande oportunidade de vivenciar um processo de construção coletiva e consolidação do nosso modelo de negócio, para que possamos gerar empregos e viver disso.”

Júlio Pinhel, um dos idealizadores do Ciclo Limpo, grupo apoiado pelo Realiza Cuesta.

Em parceria com a aceleradora Future Education para incentivo e apoio a negócios educacionais inovadores alinhados ao cumprimento do ODS 4 (Educação de qualidade). O projeto foi realizado em uma Jornada integrada de encontros, workshops e mentorias visando o nascimento de negócios em educação ancorados em um propósito claro de transformação do ensino para a aprendizagem, tendo como foco principal, a ampliação da consciência e a mudança de modelo mental do empreendedor educacional.

Foram beneficiadas 10 Edtechs, impactando 124 educadores 144 alunos.

“Na minha opinião, os encontros do Instituto Jatobás são um dos pontos altos do programa, justamente por ter um foco grande no nosso desenvolvimento pessoal como empreendedores (o que é ainda mais importante em startups de educação)”.
Bruno Serman 
Skip to content